30 de jul de 2010

A saga do visto americano

Semana passada enfrentei a saga do visto americano. Meu visto ainda é válido por mais 2 anos, mas quando fiz a última renovação dei bobeira e pedi só o visto de turista B2 ao invés do visto de negócios e turismo B1/B2. Como mês que vem tenho um Congresso em Charleston, precisei pedir a alteração do visto para negócios (mais US$ 140,00).

Parece que cada vez a coisa fica pior. As novidades agora incluem o formulário que só pode ser preenchido eletronicamente e a obrigação de inserção de foto digitalizada no formulário (mas mesmo assim você deve levar uma via da foto impressa). Um martírio para os não muito tecnológicos (já recebi pedidos na família para ajudar no preenchimento).

Ainda, você não pode entrar no Consulado com telefone celular e eletrônicos. Tomei o cuidado de deixar os celulares, pen drive e ipod em casa, mas esqueci num bolsinho fechado da bolsa o fone de ouvido do meu iphone. Quando passaram minha bolsa no scanner me fizeram voltar pro carro para deixar o maldito fone, considerado um eletrônico. Tentei argumentar que não era um eletrônico, mas não teve jeito ... fui pro carro largar o fone. Percebi que os estacionamentos e lanchonetes em frente ao Consulado oferecem o serviço de guarda-volumes. Alguém sempre se dá bem em cima dos problemas dos outros não?

Na volta (não me fizeram entrar na fila de novo ... ufa!), a bolsa de volta ao scanner e agora o problema era meu chaveiro, que na verdade é o token do Itaú 30 horas ... Nem lembrava dessa maldição e o segurança não reclamou dele da primeira vez. Ainda tive que ouvir: "a senhora vai dizer que isso também não é eletrônico?????". Não sei se me irritei mais com o "senhora" (eu sei, eu sei, nada de mais, mas fiz quarenta anos não faz nem 15 dias ... ainda tô sofrendo ...) ou com o tom de voz. Volto pro carro, arremesso a chave, volto sem fila e scanner de novo ... desta vez sem surpresas desagradáveis.

Passado o tormento do scanner em 2 minutos tinha entregue o formulário com a foto, a taxa e os dois passaportes e retirado a senha para as impressões digitais. Duas horas e meia depois (isso mesmo 2h30 depois ...) fui chamada para as impressões digitais e dispensada da entrevista. Então era só aguardar a chegada dos meus passaportes pelo Sedex. Confesso que essa parte me deixou bem apreensiva ... meus passaportes com visto americano vindo pelo correio ... Mas, deu tudo certo e ontem eles foram entregues em casa!!

Ninguém merece ficar sentada 2h30 para ser "fichada" ... mas enfim, c'est la vie ... O pior é para aqueles que pedem seu primeiro visto e não são dispensados da entrevista. A espera nesses casos pode chegar a mais de quatro horas.

Enquanto eu aguardava, duas funcionárias brasileiras do Consulado, com seus crachás devidamente pendurados e de celular em punho (ai como queria meus celulares para o tempo passar mais rápido!!! Talvez isso tenha me deixado mais irada!!!), acompanhavam duas moças com tratamento especial. Elas chegaram muuuuito depois de mim e das outras 300 pessoas, e foram atendidas antes. A cara de pau era total, nem tentavam disfarçar. Sempre acreditei que isso não fosse possível, mas a realidade é outra.  
Enfim, este post é para lembrá-los das agruras em busca do visto americano e para alertá-los dessas novas exigências para que ninguém mais tenha que voltar ao carro duas vezes e deixe de levar um bom livro para matar o tempo!!!!


Share/Save/Bookmark

Um comentário:

  1. oi renata! percebi que ainda nao tinha cadastro no goodreads que tu disseste uma vez pra mim! acabei de fazer, me adiciona la pra gente compartilhar os livros http://www.goodreads.com/lianasos o que eu tinha era o shelfari http://www.shelfari.com/lianas mas ta td desatualizado, ainda preciso trabalhar no perfil :)
    bjos

    ResponderExcluir